sábado, 4 de julho de 2020

Nõs de Marinheiro




 Palavras de meu pai

O meu pai dizia sempre
Há vários nós de marinheiros
Uns são fáceis de fazer
Outros nem tanto
Mas são sempre difíceis
De desfazer se forem bem-feitos
Em cada nó que se faz
Eu fecho os olhos para melhor concentração
Em cada um que se desfaz
Talvez não tivesse sido feito corretamente

Em cada nó
Um desejo
Em cada porto
Uma imagem de mulher

©Piedade Araújo Sol

10 comentários:

  1. Será que os nós da vida foram baseados em nós de marinheiro? Se calhar foram mesmo. São tão difíceis de desatar...
    .
    Fim de semana de Paz e bem
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Beautiful words you can see that after dad you have the knots on the scales. Beautiful pictures.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde Piedade,
    Fotos com um enquadramento perfeito.
    Palavras lindas e sábias de seu pai.
    Um beijinho.
    Ailime

    ResponderEliminar
  4. Muito belas essas imagens,gostei imenso!! Feliz e abençoado mês de Julho para ti,muita alegria,muita paz e muita saúde para ti,fica bem!!

    ResponderEliminar
  5. Em cada nó um enleio, braços abertos no apelo e rico de sulcos e veios são os nós de marinheiro.
    Beijinhos,

    ResponderEliminar
  6. Belas imagens!!

    Nós de marinheiro, fazia o meu Pai e não só nas amarrações. Em tudo os usava. O pior era para os tirar... :)))

    Bom Domingo e um beijinho.

    ResponderEliminar
  7. Que lindo Piedade!
    Gostei muito desde poema!
    Aprendi a fazer alguns nós nos escuteiros, mas já esqueci!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. A corda
    as mãos
    nem todas dão nó
    Nó seguro nas rempestades
    inevitáveis que se adivinham
    Avizinham.

    Bonita arte a de quem tem
    a ética de perpetuar o gesto

    Beijo.

    ResponderEliminar
  9. Podría decir que atar es más fácil que desatar...cuando te atas a algo y no sueltas por x razones quizás te lleven siempre anudados por la vida...

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta.
Muito obrigada pela visita!