quarta-feira, 18 de maio de 2022

Dia Internacional do Fascínio das Plantas




O Dia Internacional do Fascínio das Plantas decorre anualmente a 18 de maio.

A data foi criada em 2012 pela EPSO - European Plant Science Organisation, para celebrar a vida misteriosa e fascinante das plantas. Da mais pequena semente nasce a maior árvore, que alimenta e abriga as mais variadas criaturas. Dada a dimensão dos milagres naturais que surgem na vida das plantas, não é de estranhar que se tenha criado um dia para celebrar estes acontecimentos.

O Dia do Fascínio das Plantas (Fascination of Plants Day) deseja fazer germinar o fascínio das plantas nas pessoas e chamar a atenção para a importância do estudo das plantas na conservação do meio ambiente e na melhoria da agricultura, assim como na produção sustentável de alimentos, sem esquecer a horticultura, silvicultura e produção de bens não-alimentares.

Em Portugal promovem-se diversas atividades relacionadas com plantas, em especial em jardins botânico, estações agronómicas e em campus universitários. Durante o dia, ou ao longo de toda a semana, decorrem seminários, workshops, passeios, visitas, distribuição de plantas, venda de plantas, venda de livros, exposições e concursos, para celebrar toda a maravilha da vida das plantas.

segunda-feira, 16 de maio de 2022

Surf




O surf ainda é um concentrado de peculiaridades culturais. Possui as suas geografias secretas, as suas lendas, as suas liturgias e uma linguagem própria. Representa a desculpa para um voo da alma até mais além de cima dos escândalos quotidianos...

John Severson (1933) artista, fotógrafo e surfista fundador de Surfer Magazine em 1959.-

domingo, 15 de maio de 2022

Domingo


Por isso, não tema, pois Eu estou com você.
Não tenha medo, pois Sou o seu Deus.
Eu o fortalecerei e o ajudarei.
Eu o segurarei com a Minha mão direita vitoriosa.

Isaías 41:10

sábado, 14 de maio de 2022

Pôr-do-Sol





Somos navegantes num mar que não conhecemos; que Ele conserve sempre nossa coragem em aceitar esse mistério.

Paulo Coelho

sexta-feira, 13 de maio de 2022

Aparição de Nossa Sra. de Fátima aos 3 Pastorinhos



A aparição de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos aconteceu pela primeira vez a 13 de maio de 1917, num campo da Cova de Iria, na freguesia de Fátima.

Os pastorinhos eram Lúcia de Jesus, de 10 anos, Francisco, de 9 anos, e Jacinta, de 7 anos.

No mesmo ano, Nossa Senhora de Fátima voltou a aparecer aos três pastorinhos, a 13 de maio, 13 de junho, 13 de julho, 13 de setembro e 13 de outubro.

Todos os anos, o evento é recordado, especialmente com procissões de velas. O dia 13 de maio não é feriado.

Na última aparição, a 13 de outubro, estavam presentes 70.000 pessoas. Nossa Senhora disse aos pastorinhos que era a "Senhora do Rosário" e pediu a construção de uma capela em sua honra.

Depois da aparição, todos os presentes observaram que o sol assemelha-se a um disco de prata. Além disso, o sol podia ser observado sem dificuldade e nele girava uma espécie de roda de fogo, parecendo precipitar-se na Terra.

Em 1919 foi construída a Capelinha das Aparições, no local onde Nossa Senhora apareceu aos três pastorinhos.
Peregrinação a Fátima

Todos os anos, milhares de peregrinos deslocam-se ao Santuário de Fátima para prestar homenagem e devoção a Nossa Senhora de Fátima.

Os pontos altos das cerimónias religiosas acontecem na noite de 12 de maio, com a procissão das velas, e na manhã de 13 de maio, com a procissão, Eucaristia e bênção dos doentes.

Os meses de maio, agosto e outubro são os meses com maior afluência de devotos ao Santuário de Fátima.

quinta-feira, 12 de maio de 2022

Camélias no lago...




 a simplicidade, que se faz beleza ...

quarta-feira, 11 de maio de 2022

Vale dos Lagos e Fonte dos Passarinhos




são os meus olhares 
que gosto de transformar
em poesia no olhar...

 

segunda-feira, 9 de maio de 2022

Os Surfistas



O surf é como a máfia, uma vez dentro não há como voltar atrás.

 Kelly Slater (1972), surfista profissional, 11 vezes campeão do mundo de surf, uma lenda viva do surf.


domingo, 8 de maio de 2022

Domingo


 "Porque a sua ira dura um só momento;
a seu favor está a vida;
o choro pode durar uma noite ,
mas a alegria vem pela manhã."

Salmos 30.5

sábado, 7 de maio de 2022

sunset




O sol se pôs, mas tenho uma luz.

Nirvana

sexta-feira, 6 de maio de 2022

Trilhos




 Uma linha contínua________inteira,
fui por aí, perdida em encruzilhadas
em desnortes, que entoam o vento
numa canção de chuva.

Gotícula a gotícula, sobrou pouco,
muito pouco, apenas a vontade de viver.

Abraçar o mundo na suavidade,
de um voo de pássaro,
que migra para não ficar,
nem estar no mesmo lugar.

Há desassossegos assim,
do tamanho de um olhar imóvel.

E o destino é esculpido em sal,
em mel, e cor, e nas estrelas
onde a luz é prodigiosa.

©Piedade Araújo Sol 2016-03-12

quinta-feira, 5 de maio de 2022

Medronho




 
O medronheiro é um elemento importante da paisagem alentejana. É colhido em Outubro e Novembro, sendo tradicionalmente utilizado para produzir aguardente de medronho. A certificação biológica do medronho é feita a partir de frutos recolhidos pelos produtores locais. O medronho apresenta inúmeras potencialidades para além da tradicional destilação para aguardente, em fresco, em seco acresce-se como um produto com grande potencial inovador no mercado atual. Esta tarefa da colheita é realizada à mão e o processamento é realizado em pequena escala (destilarias), sem aditivos, para que se consiga um sabor perfeito.

História:

O medronheiro (Arbutus unedo) é uma árvore frutífera e ornamental da família Ericaceae, também conhecida como meródios, ervedeiro, êrvedo ou êrvodo. É uma planta nativa da região mediterrânica e da Europa Ocidental, podendo ser encontrada tão a norte como no oeste da França e Irlanda. O seu fruto é denominado medronho.

Características Gerais:

Fisionomia

O medronheiro tem normalmente um crescimento do tipo arbustivo até uma altura de aproximadamente 5 metros com ramos eretos, que brotam do tronco a partir de 0,50 metros do solo e que são também bastante espaçados entre si.

A copa do medronheiro é arredondada com folhas persistentes de formato elíptico que assumem uma coloração verde-escura semelhante à do sobreiro, e também possuem um brilho ceroso na face superior.

As flores desta árvore da cor branca ou levemente rosadas são muito decorativas. Logo, ela é considerada uma planta ornamental.

Habitat:

Em Portugal, pode ser encontrado por todo o país, mas a maior concentração ocorre nas serras do Caldeirão e Monchique.

O medronheiro é uma espécie que aparece consociada às Quercíneas, particularmente ao sobreiro e à azinheira, ocorrendo nos montados e em zonas de matos resultantes da sua degradação. Crescem tanto em solos ácidos como alcalinos mas preferem que sejam profundos e frescos. Aparecem até aos 1200 m de altitude. O seu clima favorito é suave e sem geadas fortes

Época

A colheita do medronho é no final de Outono, início do Inverno.

Utilização:

O medronheiro produz frutos comestíveis, bastante apreciados sobretudo no sul de Portugal, onde são usados na produção de licores e aguardentes destiladas do tipo licor de medronho.

É explorado, sobretudo nas Serras de Monchique e do Caldeirão, para a produção de aguardente. A aguardente de medronho é uma aguardente de fruta tradicional produzida a partir do fruto do medronheiro (medronho) típica das serras algarvias em Portugal.

Plantação:

Os medronheiros crescem selvagens em solos pobres nas regiões rurais, como o Alentejo e Algarve interior.

Não há nenhum plantio comercial (plantações) de medronheiro e os frutos são colhidos pelos agricultores locais e processados por particulares. Muito poucos agricultores têm uma licença para destilação, mas são toleradas para que essa especialidade portuguesa se mantenha viva.

Curiosidades:

Qual a origem das designações do género Arbutus? E do epíteto específico unedo?

São ambas antigas denominações romanas nas quais Lineu se baseou para atribuir este nome à planta. O primeiro é o diminutivo de arbor e significa arbusto. Alguns autores discordam e afirmam que a origem etimológica encontra-se no termo celta, arbois que significa áspero, rude, aludindo aos seus frutos. A resposta à segunda pergunta pode ser encontrada no facto de os seus frutos, ainda que comestíveis, possuírem um sabor desagradável (quando verdes). Unedo significa "um e mais nenhum" e foi adotado para esta espécie de modo a avisar os mais temerários que o desejem provar, de que não gostarão de repetir a experiência uma segunda vez.

Os medronhos são também famosos pela capacidade de provocar embriaguez e dor de cabeça a quem consome muitos, uma vez que quando maduros, possuem uma certa quantidade de álcool.

Fonte : https://www.adral.pt/pt/rrsilvestres/recursos/Paginas/Medronho.aspxnte

quarta-feira, 4 de maio de 2022

Papoilas




Papoila (português europeu) ou papoula (português brasileiro) (Papaver rhoeas), também conhecida vulgarmente como papoila-brava, papoila-das-searas, papoila-ordinária, papoila-rubra, papoila-vermelha, papoila-vulgar, é uma flor da família das Papaveraceae, abundante no hemisfério norte, cultivada para ornamento, ópio ou comida. Seu cultivo tem se disseminado na América Latina.

Com relação a sua reprodução, o ovário da papoila localiza-se acima do receptáculo inserindo-se os estames e pétalas abaixo dele.

O nome científico da papoila é Papaver rhoeas.

Fonte : Wikipédia

segunda-feira, 2 de maio de 2022

Surf




 As ondas não se medem em pés e polegadas, mas sim pelo medo que provocam.

 Buzzy Trent (1929-2008), surfista de grandes ondas.

domingo, 1 de maio de 2022

domingo


 Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês', diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de causar dano, planos de dar a vocês esperança e um futuro.

(Jeremias 29:11)

sábado, 30 de abril de 2022

Sunset




Você não pode impedir as mudanças, assim como não pode impedir o pôr do sol.

Star Wars

sexta-feira, 29 de abril de 2022

Dia Mundial da Dança



O Dia Mundial da Dança celebra-se todos os anos a 29 de abril.

A data foi criada em 1982 pelo Comité Internacional da Dança (CID) da UNESCO, que escolheu o dia 29 de abril como o Dia Internacional da Dança.

A comemoração tem por base o dia de nascimento de Jean-Georges Noverre, que nasceu em 1727 e que foi um dos grandes nomes mundiais da dança.
Comemorações

A celebração do Dia Mundial da Dança tem como objetivo celebrar esta arte e mostrar a sua universalidade, independentemente das barreiras políticas, culturais e éticas.

Neste dia são diversas as atividades desenvolvidas por associações, escolas e outras entidades ligadas à dança, para promover esta arte que é vista como linguagem universal, promotora de ideais como a liberdade de expressão e a igualdade de direitos.

Espetáculos, workshops, demonstrações e palestras são algumas das iniciativas que decorrem no Dia Mundial da Dança em espaços culturais, comerciais e recreativos.

quinta-feira, 28 de abril de 2022

Prazeres no Lago




A sombra é sempre negra
mesmo a que cai de um cisne

Victor Hugo

quarta-feira, 27 de abril de 2022

Parque da Paz






Maior parque urbano do concelho de Almada (50 hectares), com extensa rede de caminhos; lago habitat natural para diversificada fauna; charcas; vasta área arborizada, alternada por clareiras, percurso da Estação da Biodiversidade, sanitários públicos, quiosque, parqueamento para bicicletas, posto de carregamento de veículos elétricos. Envolto pela malha urbana da cidade de Almada, o Parque da Paz representa um espaço de lazer que apela à quietude dos sentidos. Nos seus 50 hectares de prados, relvados extensos e caminhos que serpenteiam um lago, onde patos reais deslizam na superfície da água, este parque nasceu da intenção de recuperar uma tradição urbanística que define Almada enquanto cidade. Considerado o grande pulmão da cidade, este parque foi concebido com a missão de permitir a fruição de um espaço amplo pela população, funcionando ainda como o local ideal para o despontar de uma fauna e flora de grande beleza. Abetos, pinheiros,sobreiros, oliveiras ou cupressos são alguns dos elementos que compõem as 114 espécies de árvores, arbustos e herbáceas da flora no Parque da Paz. Neste local de sensações suaves, é possível observar fungos e líquenes que crescem em alguns recantos na relva ou nos troncos, onde por vezes coelhos bravos e melros pretos espreitam quem caminha pela orla do relvado. O percurso da Estação da Biodiversidade encontra-se sinalizado através de painéis informativos, que dão a conhecer os principais valores naturais e a biodiversidade do local onde se inserem. A Estação da Biodiversidade do Parque da Paz integra a Rede nacional EBIO de Portugal. Para quem aprecia o contacto com a água, o lago dos patos-reais é o sítio ideal para marcar encontro com a paz de espírito. Seja para viver um pouco de paz longe do bulício urbano, praticar desporto num espaço de singular amplitude ou simplesmente apreciar a arte na escultura de José Aurélio, o Parque da Paz é o expoente máximo no concelho em matéria de parques urbanos.
Fonte :CM Almada

segunda-feira, 25 de abril de 2022

Dia da Liberdade


O Dia da Liberdade é comemorado em Portugal a 25 de abril.

Este é um dos 13 feriados nacionais obrigatórios.

A data celebra a revolta dos militares portugueses, que a 25 de abril de 1974 levaram a cabo um golpe de Estado militar com o objetivo de acabar com a ditadura imposta por Salazar, que durou 41 anos.

O Movimento das Forças Armadas, composto por militares que haviam participado na Guerra Colonial e por estudantes universitários, teve o apoio da população portuguesa. No fim, o exército conseguiu depor o presidente de Portugal, que era Marcello Caetano, e este se exilou no Brasil, onde faleceu em 1980.

Vitoriosos, os revolucionários conseguiram a implantação do regime democrático e a instauração da nova Constituição Portuguesa, a 25 de abril de 1976..

O símbolo do dia 25 de abril é o cravo, porque nesse dia uma mulher ofereceu cravos aos soldados em sinal de agradecimento. Em comemoração, os soldados colocaram as flores recebidas nos canos das suas armas, o que representava a vitória praticamente sem violência.

Após a revolução foi criada a Junta de Salvação Nacional, que nomeou António de Spínola como Presidente da República, e Adelino da Palma Carlos como Primeiro-Ministro.

Os dois anos seguintes foram de grande agitação social, período que ficou conhecido por PREC (Processo Revolucionário em Curso).

Desta forma, o dia 25 de abril é conhecido como o Dia da Liberdade em Portugal e o dia da Revolução dos Cravos, sendo um feriado nacional onde se recorda a importância da liberdade no país.