sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Solidão



4 comentários:

  1. E nesta altura, que cada vez há mais...

    Do nosso amigo Gil António, com : Teu corpo, meu precipício de embaraços

    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta - Feira

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. O homem nunca está só por mais reduzida que seja a ilha que lhe traça limites. Apesar de malvidas, até quando Maldivas a submergir sobra a jangada da aventura sem destino. Porquê?
      "Não há machado que corte a raiz ao pensamento" se vive. A cabeça num turbilhão, retira-se da esquizofrenia da civilização. Ou então morto está, aparentando ser vivo.

      Bj.

      Eliminar
  3. OLá Piedade!

    Você retratou nas imagens um texto que escrevi sobre a solidão, onde também citei um trecho dos dizeres do poeta Antônio Feijó que fala que a solidão torna a vida um deserto; mas quem sabe viver com a sua alma nunca se encontra só,pois ela é um mundo,e um mundo aberto.
    Parabéns pelo seu cantinho.

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta. Muito obrigada pela visita!