segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Praia da Ribeira d'ilhas




A Praia da Ribeira d'Ilhas é uma praia marítima, situada entre as freguesias da Ericeira e de Santo Isidoro, concelho de Mafra, distrito de Lisboa, em Portugal continental. 


domingo, 13 de outubro de 2019

Domingo

Oração a Nossa Senhora de Fátima

Minha querida Nossa Senhora de Fátima
Virgem Maria, Mãe de Deus,
Rogai por Nós.
Fica sempre ao meu lado, Tu que és Mãe,
ajuda-me a educar os meus filhos
dentro da Verdade e da rectidão,
faz com que eu saiba passar-lhes
os verdadeiros valores da Vida, que são:
Honestidade, Confiança,
Respeito e Amor ao próximo.

sábado, 12 de outubro de 2019

as camélias



a navegar no lago ... 

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

as gaivotas


inundando a praia, procurando alimento, quando os pescadores regressam da faina...

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Sunset



quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Nostalgia



Sem palavras .... 

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Solar dos Zagallos



História

Como a própria designação indicia, o Solar dos Zagallos foi mandado erguer pelos Zagallos, uma família oriunda de Reguengos de Monsaraz que chegou a esta região no reinado de D. João II.

Foi no Solar dos Zagallos que durante a época da usurpação miguelista esteve aquartelado o 1º Batalhão do Regimento nº 5 da infantaria miguelista.

Inicialmente casa agrícola, o Solar foi vendido em 1921 a António Piano. De origem italiana, a família Piano transformou o local num espaço residencial e de lazer, desconhecendo-se contudo a época de ocupação efectiva.

As capelas existentes na propriedade terão contribuído largamente para a importância do lugar, principalmente em termos de ligação com as festas populares tradicionais da região.

Um exemplo paradigmático da importância histórica do Solar em termos de enquadramento na zona de que se faz parte, reside precisamente no facto de, até ao primeiro quartel do século XX, à capela de S. António do Caiado concorrerem anualmente por altura das festas (Setembro e Outubro) gentes de todo o concelho.

Em 1982 o Solar foi adquirido pela Câmara Municipal de Almada


O edifício encontrava-se em adiantado estado de envelhecimento, ameaçando colapso em algumas partes. Na sequência foi objecto de obras de recuperação, remodelação e restauro.

Arquitectura

Também conhecido por Quinta dos Pianos, o Solar é uma casa apalaçada de primeiro andar com pátio de entrada, escadaria de acesso aos dois salões nobres (construídos para receber o rei D. João VI).Possui um excelente jardim, onde se destacam a alameda e os bancos forrados a azulejos.

O Solar sofreu diversas intervenções nos séculos XVIII, XIX e XX, conservando um vasto espólio em termos de painéis de azulejaria nos corredores, nas capelas e no pátio, abarcando três séculos da história do azulejo em Portugal.

A capela de Santo António da Sobreda apresenta um altar retabular de talha dourada em sarcófago, cobertura em abóbada de berço e um importante acervo de azulejos composto por dez painéis, oito dos quais historiam os principais milagres de Santo António.

O Solar dos Zagallos caracteriza-se por uma arquitectura civil e religiosa, com elementos do barroco, rococó, pombalino neoclássico e do modernismo.

Fonte : CMA

domingo, 6 de outubro de 2019

Domingo



Toda a forma de vida é uma manifestação de Deus e está sob os nossos cuidados. Proteja o que é seu - sua fauna sua flora. As plantas e os animais embelezam a terra. São úteis ao homem e representam a riqueza da Pátria. Nunca se deve mutilar, destruir ou deixar que destruam estes bens. Vamos amar nossos animais domésticos. Vamos dar aos selvagens a paz que eles têm direito. Permitamos que enfeitem nossas florestas. Vamos amar os pássaros puros e belos, cantando nas ramagens, voando alegres no espaço ilimitado, como verdadeiros símbolos de liberdade!“ — Francisco de Assis De vida, De verdade, De paz, De beleza

F.Francisco de Assis

sábado, 5 de outubro de 2019

Implantação da República Portuguesa


A Implantação da República Portuguesa foi o resultado de uma revolução organizada pelo Partido Republicano Português, iniciada no dia 2 de outubro e vitoriosa na madrugada do dia 5 de outubro de 1910, que destituiu a monarquia constitucional e implantou um regime republicano em Portugal.


Fonte : Wikipédia

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Dia Mundial do Animal



O Dia Mundial do Animal celebra-se anualmente a 4 de outubro.
.

Origem da data
.

A data foi escolhida em 1931 durante uma convenção de ecologistas em Florença. A escolha teve em conta o facto do dia 4 de outubro ser o dia de São Francisco de Assis, o santo padroeiro dos animais.

O Dia Mundial do Animal é celebrado em vários países, através de diversos eventos e iniciativas. Nas escolas, sobretudo no ensino pré-escolar, as atividades no Dia Mundial do Animal deixam os mais pequenos encantados.

Fonte : https://www.calendarr.com/portugal/dia-mundial-do-animal/

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Torre de Belém



A Torre de Belém é um dos monumentos mais expressivos da cidade de  Lisbos. Localiza-se na margem direita do Rio Tejo, onde existiu outrora a praia de Belém. Inicialmente cercada pelas águas em todo o seu perímetro, progressivamente foi envolvida pela praia, até se incorporar hoje à terra firme.

O monumento destaca-se pelo nacionalismo implícito, visto que é todo rodeado por decorações do Brasão de armas de Portugal, incluindo inscrições de cruzes da Ordem de Cristo nas janelas de baluarte; tais características remetem principalmente à arquitetura típica de uma época em que o país era uma potência global (a do início da Idade Moderna).

Fonte : Wikipédia

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Cardos maritimos




o entardecer e  os cardos marítimos em sintonia...

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Ria de Aveiro



 belezas que quase nos escapam dos olhos....

domingo, 29 de setembro de 2019

Domingo


A vida é um mistério, que somente nos é revelado pelos processos do Amor; quanto mais a gente ama, no quilate do Amor que nada pede, mais ficamos sabendo das coisas escondidas dos que desconhecem essa virtude por excelência.

São Francisco de Assis

sábado, 28 de setembro de 2019

Central Tejo


Duas torres em alumínio, conexas e iluminadas, com 10 metros de altura. A escultura Central Tejo é da autoria do artista plástico Pedro Cabrita Reis e está instalada no pontão do rio Tejo, no campus da Fundação EDP. É uma peça que dialoga com o rio e com a paisagem a Sul do Tejo.

A obra resulta de uma encomenda da Fundação EDP a Pedro Cabrita Reis na sequência da aquisição da coleção privada do artista, em 2015. 

Miguel Coutinho, administrador e diretor-geral da Fundação EDP realça o simbolismo da obra e a importância deste contributo para a cidade: "Esta obra simboliza, na nossa perspetiva, a relação espacial da Fundação EDP com o rio, e, sobretudo, o permanente compromisso da nossa instituição com a arte contemporânea. É, também, uma obra para a cidade de Lisboa – não apenas pela sua localização, mas também por um acordo assumido entre a Fundação EDP e o artista."

Fonte: EDP

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Sonho


e que os sonhos nos sigam na vida ...

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Estações



a lembrar o Outono ...

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Sunset


a beleza do entardecer ...
e já é tanto ...

domingo, 22 de setembro de 2019

Domingo


Sem paz interior, sem calma interior, é difícil encontrar uma paz duradoura.

Dalai Lama

sábado, 21 de setembro de 2019

Nós de Marinheiro


 há nós difíceis de desatar...

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Repuxo


por aí...a beleza da água 

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Olhares meus


eu sei das areias e do mar e ainda e sempre o teu nome..
mora em mim e no mar..

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Magnolia Branca


A flor Magnólia do sul (Magnólia Grandiflora) foi designada oficialmente como a flor do estado do Mississipi em 1952. As árvores da Magnólias tem grandes flores brancas perfumadas, e as folhas verdes que se torna uma das árvores as mais esplêndidas da floresta, e uma planta ornamental muito popular. Magnólia é vista nas planícies costeiras do sudeste dos Estados Unidos.

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

domingo, 15 de setembro de 2019

Domingo


Só dê ouvidos a quem te ama. Não te preocupes tanto com o que acham de ti. O que te salva não é o que os outros andam achando, mas é o que Deus sabe a teu respeito.

Padre Fábio de Melo

sábado, 14 de setembro de 2019

Pescadores


A Arte Xávega ...

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Aguarelas


 apenas reflexos....ao sabor do meu olhar e da minha lente.

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Trombeta dos Anjos



Brugmansia suaveolens, conhecida, entre muitos outros, pelos nomes comuns de trombeta, zabumba, cartucho, hálito do diabo, mata-zombando, erva dos mágicos, erva dos feitiçeiros, borrachero, cacao sabanero e canudo, é um arbusto do género Brugmansia da família Solanaceae, utilizada como planta ornamental devido às suas grandes flores fragrantes. As suas folhas e flores são usadas em medicina tradicional como fitoterápicos para combater distúrbios intestinais e doenças de pele e como enteógeno e alucinógeno, em geral por infusão. A espécie era endémica na região costeira do sueste do Brasil, mas presentemente é cultivada em todas as regiões tropicais e subtropicais do mundo e considerada como extinta na natureza.
Fonte : Wikipédia

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Barcos




Ir a Aveiro e não andar de moliceiro, é como ir a Roma e não ver o papa. Os barcos moliceiros representaram, durante séculos, uma embarcação destinada à colheita e ao transporte do moliço (uma espécie de alga) na Ria de Aveiro. Nesta altura, estes podiam ser movidos à vela, à vara ou à sirga. Uma das mais distintas características destes barcos aveirenses é a sua decoração. Eles são decorados com pinturas que retratam, quase sempre, situações do dia-a-dia satíricas ou cómicas.

Actualmente, estes barcos são utilizados apenas para fins recreativos, transportando anualmente milhares de turistas pelos 4 canais urbanos da cidade de Aveiro. Este passeio tem a duração de 45 minutos e permite-lhe conhecer o Canal Central, o Canal das Pirâmides, o Canal do Cojo e ainda o Canal de São Roque.

Fonte : SentirAveiro