domingo, 4 de novembro de 2018

Domingo



A beleza de cada dia só existe porque não é duradoura.
Padre Fábio de Melo

4 comentários:

  1. É verdade.
    A cada dia nos dai,
    hoje, Senhor,
    a beleza da terra sublime e
    efémera, perdoai
    as nossas vaidades
    para que possamos apreciá-la
    de olhos lavados da
    poeira turbinada
    do nosso deserto.
    Obrigado, Sol.

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta. Muito obrigada pela visita!