quinta-feira, 7 de julho de 2016

Cumplicidades



Às vezes passeávamos pela ruelas da cidade e pela orla da praia, tu dizias que gostavas de ser feliz e eu apenas sabia do teu nome. Um nome de rei. Muitas vezes eu não sabia se era só nome que era de rei, ou se eras tu que eras rei. Acho que eras. Ainda deves continuar a ser. Tinhas um jeito próprio de andar - inigualável - e quando sorrias os teus olhos  resplandeciam e confundiam-se com  a cor do mar. Já não passeamos – juntos -  pela orla da praia, passaram  muitos luares, muitas marés. Mas, eu sei que ainda tens nome de rei e que eu ainda abraço as tardes cheias de solidão quando passeio pela orla da praia, e que ainda não sei escrever partida, porque a partida só existe para quem a quer e o meu coração ainda subsiste e extermina o grito que eu não quero desprender.


© Piedade Araújo Sol 2012-01-17

7 comentários:

  1. Maravilhoso, Piedade!!! Imagem perfeitamente combinada com as palavras. E eu? Nem quero mais comentar, que é o melhor, continuar sentindo a vibração das palavras... pois, deixo o meu beijinho para dias felizes.

    ResponderEliminar
  2. Uma imagem soberba acompanhado de um belíssimo texto. Adorei

    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Que linda imagem e texto de saudades contidas. Amei, Parabéns

    ResponderEliminar
  4. Um retrato belíssimo,
    com uma legenda textual à altura.
    ~~~ Beijo ~~~

    ResponderEliminar
  5. Piedade, estou aqui sem saber o que escrever.
    Este teu sentido e tocante texto, diz-me tanto,tanto...

    A foto e a cumplicidade, só está à espera de ser actualizada.

    Um beijinho, bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. Boa noite, querida Piedade!
    Cumplicidade só descobre quem ama...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  7. Maravilhoso!!!!
    Realmente... um daqueles posts... que nos tocam... e nos deixam sem palavras...
    Adorei!!! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta. Muito obrigada pela visita!