quarta-feira, 1 de novembro de 2017

rabiscos ou palavras...


nunca me peças palavras bonitas, deixa-me apenas o prazer de com as palavras escrever coisas bonitas ou não.
não quero saber de quem só quer ver o belo quando há tanto para ver.
© Piedade Araújo Sol

14 comentários:

  1. Toda una sinfonía de reflejos. La música parece vibrar sobre el agua.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Ci
      Obrigada pela presença sempre assídua e simpática.
      beijinhos
      :)

      Eliminar
  3. O rastro,
    as "manobras das linhas,
    dos rabiscos"
    escalando a água.

    Os reflexos que se movem
    e a luz que se irradia.

    E a palavra arada ao fundo,
    à margem,
    e de novo atravesso as linhas,
    algo a se achar
    pairando...

    Beijinhos,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. José Carlos

      muitíssimo obrigada por este poema tão belo e penso eu que foi escrito de improviso ao ver a foto.

      beijinhos

      :)

      Eliminar
  4. Piedade,

    depois de ver a foto
    movido de paixão
    pelos negros riscos
    e rabiscos
    descosturei a boca
    e sem alarido
    aplainei as palavras
    no improviso.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Piedade,

    depois de ver a foto
    movido de paixão
    pelos negros riscos
    e rabiscos
    descosturei a boca
    e sem alarido
    aplainei as palavras
    no improviso.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Es asombroso que los reflejos hayan conseguido tal cantidad de rostros bien perfilados. Eres una artista con la máquina y buna verdadera especialista en eñ arte de los reflejos. Un abrazo. Franziska

    ResponderEliminar
  7. Baila el agua y deja mucha belleza.
    Besos.

    ResponderEliminar
  8. Sabes o que te digo?
    És uma afortunada criatura!
    Desenhaste na pauta de água e sal
    uma ária: tremura ternura escultura.

    Bj.

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta. Muito obrigada pela visita!