segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Abandonos


e do tecto se vislumbra o azul e da janela o verde....

13 comentários:

  1. Bom dia

    Um abandono com uma janela virada para a poesia.

    Um excelente semana, beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. E quando sabemos apreciar, o abandono se converte em beleza . E nas fotografias vem a calhar muito bem ,
    abraços Pi

    ResponderEliminar
  3. Muito original,uma foto que registra a beleza da arte viva...

    E registra também o teu olhar poético,Piedade!

    Uma semana inspiradora...

    Bjo.

    ResponderEliminar
  4. A tua sensibilidade apurada encontra beleza onde a tristeza mora...

    Abraço grande, Piedade :)

    ResponderEliminar
  5. Estupendo enfoque!!
    D Gracias Piedade, voy despacio pero mejorando.
    Buenas noches.
    Un beso.

    ResponderEliminar
  6. O fim das coisas. Muitas teimam em resistir.

    Felicidades
    MANUEL

    ResponderEliminar
  7. A paisagem, iluminada pelo frescor da retina, é de calmaria... em meio ao caos, a harmonia!

    Grande beijo, Pi!

    ResponderEliminar
  8. Aqui temos uma música que diz assim: "Era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada.
    Ninguém podia fazer xixi, porque banheiro , não tinha ali" rsrsrsrrs
    Belo registro Piedade.
    Bjos

    ResponderEliminar
  9. Bom dia, Piedade. Esta visão ficou simplesmente linda.
    Como transmite paz por aqui.
    Tenha uma semana abençoada.
    Beijos na alma.

    ResponderEliminar
  10. Onde se cruzam horizontes em dias de nostalgia.
    bj

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta. Muito obrigada pela visita!