quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Entardecer


Para a Luz

3 comentários:

  1. Bom dia, Pi!

    Nasci em Setembro. Como me conhece bem!
    Fico a olhar as cores de tom ocre, diluídas quase no fim de algo, a que não se consigo dar nome.
    Como me agrada o quase recolhimento e a semi-obscuridade da imagem!

    PARABÉNS E OBRIGADA.


    ENTARDECER


    Chegas anuciando a noite, inevitável
    que será minha e tua, insaciável.
    Chegas, devagarinho, guardando os raios de sol
    e os campos recolhem-se, ao canto do rouxinol.

    A brisa sopra, lânguidamente, no teu rosto,
    que se dá ao ar puro, soturno e posto.
    Nele sentimos a pureza, o enlace e o encanto
    o cheiro e o prenúncio do nosso espanto.

    Tu, entardecer, trouxeste contigo, o alvorecer
    da lua, das estrelas e das tristezas a esquecer.
    Tu, entardecer, jogaste à terra, uma semente.
    que nos incita, nos impele a seguir em frente.


    Luz.

    Beijinho, com apreço e admiração.

    ResponderEliminar
  2. As folhagens sugerindo um ballet, com essa paisagem extraordinária ao fundo!

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta. Muito obrigada pela visita!