quarta-feira, 30 de julho de 2014

Barcos


Eu vivo do lado do sol que nasce sobre o mar,
e que por vezes fala-me de cores e medos.

Eu vivo junto dos barcos, que zarpam da praia
com os pescadores sempre cheios de esperança,
nos olhos e no corpo

E o tamanho da coragem deles,
é sempre igual ao tamanho do medo.
.
©Piedade Araújo Sol 2014-07-30


10 comentários:

  1. Interesante contraluz, con un buen encuadre. Buen trabajo.
    Saludos.

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde
    Tão interessante: Adorei o poema e a foto.

    Beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Gran contraluz amiga!!
    De vuelta de unas malas vacaciones. Me alegro mucho volver a visitarte. Me atropelló un coche en Oporto.
    Un beso.

    ResponderEliminar
  4. É o respeito pelo mar!
    Fotografia e poema muito bons!

    ResponderEliminar
  5. Uma jangada iluminada pelo sol que já vai deitar.
    Lindo poema Pi

    ResponderEliminar
  6. Um belo contraluz , com uma belíssima imagem do seu verão.
    Bjos

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta. Muito obrigada pela visita!