quarta-feira, 23 de novembro de 2011

a suavidade no olhar

5 comentários:

  1. Nossa, Piedade, que imagem! Sabes que a água espraiada na areia, e chegando em filete até a pedra, me fez ver um cisne branco? Ali estao as asas, o pescoço comprido e fino, e a cabeça, encontrando a pedra!

    Belíssima, uma das que me pegaram em sua simplicade e do que a partir dos elementos fotografados, eu posso criar, imaginar...!

    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  2. tâo linda tâo bela

    doce momento..

    klic.

    beijo!

    ResponderEliminar
  3. O fluir e refluir das marés... e da vida!

    ResponderEliminar
  4. Um mergulho em alto mar... e a beleza é contagiante, Piedade!

    ¬

    ResponderEliminar

Não sou fotógrafa, mas, gosto de fazer arte com a fotografia. Todas as palavras e as imagens deste blogue são de minha autoria, excepto as que estão assinaladas com os devidos créditos. Não são fotos perfeitas, nem eu quero que assim sejam, porque por vezes é na imperfeição que se encontra a beleza encoberta. Muito obrigada pela visita!